Simplesmente Pai e Filha

Alícia chegou para mudar de vez com minha vida. Tudo muda!!! E nada se compara ao prévio pensamento que se tem de ter um filho… é uma relação de muito mais responsabilidade equiparado ao que as pessoas diziam pra mim antes dela nascer.

Simplesmente Pai e Filha…

Alícia não é um espelho, mas consigo me enxergar olhando pra ela. E descobri também que consigo ver a Emanuela. Ou seja, olho pra Alícia e vejo que agora somos três de verdade!

Simplesmente Pai e Filha… E como não amar alguém tão linda assim? Que encanta com o seu sorriso e nos emociona com suas inocentes lágrimas. Alícia é a minha filha! E ser Pai é algo que vou cumprir a risca. Quero ser um referencial para minha filha e quero que ela seja minha melhor amiga! E sei que assim vai ser!

Simplesmente Pai e Filha

Simplesmente Pai e Filha

Serei o seu parceiro, o avô de suas bonecas, o arquiteto de suas casinhas no quintal, o executor de seus mais delirantes sonhos de menina, o que vai buscar na escola, o que vai comprar tudo rosa e fará surpresas aos finais de semana. Serei aquele que vai sair para andar de bicicleta e aquele que vai rir das mais simples as mais extravagantes de suas gracinhas. Serei um pai que vai ser reconhecido como tal. Vou ser o seu SUPER-HERÓI! Vou ser aquele em quem ela encontrará segurança, aquele que será chamado quando ela cair na escola, quando as coisas já não estiverem tão bem.

PAAAAAAAAAAAAAAAIIIIIIII!!!!!

Sim filha!

ERA SÓ PRA SABER SE VC ESTAVA AÍ!

Estou filha… pode dormir em paz!

Meu Deus! Estou delirando! Agora vivo em função de trocar fraldas, dar banhos, e colocar roupinhas cor de rosa. Preparando minha filha para ser uma criança feliz!

Ensinar a Alícia a amar a Deus será meu principal objetivo. Está aí a certeza de descanso para um pai… Saber que seus filhos são tementes a Deus. O resto… Fica a cargo do nosso grande Pai – o Papai do Céu!

Simplesmente Pai e Filha.

Te amo filha!!!! Esse post dedico a ti. Melhoras pra vc! Papai segue te cuidando!

Ps.: RASPEI MINHA CABEÇA PARA QUE ESTEJAMOS AINDA MAIS PARECIDOS!

Não temerei más notícias!

Madrugada de domingo para segunda, dia 18 de maio… Alícia começa a ficar com febre e apresenta sinais de que alguma coisa não está bem.

Corremos para o hospital que pediu sua internação… Dias difíceis… Não quero contar… Fiz um vídeo. Fica aí o registo de um videoblog com imagens do dia em que nossa princesinha teve que ser medicada no hospital, onde os cuidados médicos eram constantes…

Não assustem! Ela agora está carequinha, mas foi por causa da via de acesso que ali encontraram para que o medicamento pudesse ser feito via venosa.

Estamos firmes no Senhor e não temeremos más notícias!

Missionários Jackson e Andressa em nossa casa. E de Portugal Orly e Ana nos visitam!

Durante o curso no CTMDT, tivemos a oportunidade de conhecer pessoas incríveis como o Jackson e a Andressa (o bixin e a bixinha, carinhosamente chamados). Formamos junto com eles no ano passado (2008) e a Ema era colega de sala deles no Curso de Missões.

Missionários e amigos Jackson e Andressa

Missionários e amigos Jackson e Andressa

Hoje eles estão no campo missionário na cidade de Lamin (MG), realizando trabalho social e de evangelização e plantação de igreja.

E em visita a capital, eles passaram pra conhecer a Alícia e nos dá um alô.

Pernoitaram em nossa casa e na ocasião reunimos com Orly e Ana, que também não víamos a tempo. Só que Orly e Ana estavam na telinha, do outro lado do mundo – em Portugal!

Foi muito divertido!!! Tomamos chimarrão e conversamos tudo de todos! lembramos os bons tempos! Vida de seminaristas!!! huahauhauhauahuahauhauhauhua!

Orly e Ana - Assembléia de Deus de Camboriú. Hoje, missionários em Portugal

Orly e Ana - Assembléia de Deus de Camboriú. Hoje, missionários em Portugal

Esse dia foi bão. Muito bão!

O Orly e a Ana são assembleianos dos nossos! hehehehehehehehehe!

Eles brevem estarão de volta para trabalharem em sua igreja local!

Nossos grandes amigos!

A Alícia fez aniversário!!! Mas já??? Sim! De um mês! (Post levemente atrasado)

Então amigos blogueiros… Conto pra vcs e pra Adelita que está lá nas Catarinas que… nossa neném fez um mesinho ontem, dia 13 de maio.

Vou contar tudo que fiz!

Tá… eu já tava meio desesperado em pensar o que eu poderia fazer para marcar essa data. Gente… pelo amor de Deus… não é filho dos outros… é minha filha! Claro que eu não deixarei passar em branco!

Hoje vim do serviço de carona com o Romin, que buscou eu e a Tia Kélia (minha diretora). Ele deixou ela e em seguida fomos em direção a minha casa. No caminho parada para q???

Para comprar uma linda e deliciosa torta de aniversário. E que mais??? refrigerante!!! E que mais??? Velas para o bolo com as letras do nome dela: A-L-Í-I-C-I-A! E que mais??? Balões com gás hélio!!! (estilo birthday americano).

Tudo pronto!!! Vamos pra casa.

Já aqui na frente de casa, abrimos a torta, colocamos as velinhas e… Como acenderemos??? Tive que ir correndo ali no Leandro comprar. Leandro é dono da mercearia da rua.

Pronto! Será que está tudo pronto mesmo!??? Sim! Está!

Então vamos! Abri o portão, Romin pegou minhas coisas do serviço e eu com o bolo e os balões. Subimos a escada pé por pé e chegamos em frente a porta. Abri e… bem… a Ema estava no quarto fazendo a neném dormir.

E aê a surpresa… “Parabéns pra vc… nesta data querida… muitas felicidades… muitos anos de vida!” Viva a Alícia!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

E foi tão emocionante que quase chorei. Na verdade era uma homenagem pras duas… a Ema e a Alícia. Mas eu acho que na verdade fiz aquilo tudo pra mim mesmo. Eu estava realizado de brincar com minha filha e fazer as coisas para deixá-la feliz… mesmo ela estando dormindo, de olhos bem fechados e sonhando como sempre, com a teta da mamãe! hihihihihihihihi!

Daí… elas tiveram que levantar e logo fui mudando meu status no skype dizendo que aqui em casa estava tendo festa!

A Dinda entrou e junto com Yuri e Maria Clara, e nós aqui em casa, cantamos parabéns tudo de novo. Com a luz apagada. Nós aqui em Minas e eles lá no Rio Grande do Sul pela web cam! Que massa!!!!

A festinha estava ótima!!! O bolo estava muito gostoso! (Tá certo que depois disso eu fui comer arroz com ovo jantando pela internet com a Mi e a Cássia porque fiquei louco de fome… é que eu, particularmente… naum sô chegadu num bolo, sabe…)

Enfim… vou mostrar pra vcs a mesa do bolo e os balões. As minhas meninas estão dormindo… e fotos… de 1 mês… só amanhã!

Níver da Alícia

Níver da Alícia

Foi mara! Alícia jah tem um mesinho!

Homenagem as minhas mães! Mãe… quero retribuir!

É difícil dizer isso… Mas tem gente que não sabe o que é ter mãe. Uns porque não a valorizaram e hoje ela já se foi, uns porque a vida lhe impediu de tê-la, outros porque as circunstâncias a tiraram de seu convívio… Mas hoje, quero retribuir… Pela minha mãe que me deu a luz e por outras tantas que me deram outras luzes na caminhada da minha vida.

Inspirado na nova canção da nossa Professora Ana Paula Valadão em seu mais recente trabalho solo, CD “As fontes do amor”, escrevo algumas palavras que devem expressar só um pouco do meu amor, pelas minhas mães.

Mãe, mulher que Deus escolheu para me gerar no ventre. Mulher separada para me dar assistência, para me auxiliar, para me acompanhar, para me cuidar, para me ensinar os primeiros passos, para sentir as minhas dores junto comigo, para me amar incondicionalmente, para saber e conhecer os meus sentimentos e emoções mais profundas.

Iara… Esse é o nome da minha mãe. Não sei quando criança, o quanto ela teve que renunciar coisas por minha causa, mas já com um pouco de entendimento, perdi a conta das vezes que ela abriu mão de seus sonhos para que os meus fossem realizados.

Essa mãe que é parecida comigo. Que pensa como eu, que chora como eu, que briga como eu, que ri como eu, que se sacrifica como eu, que ama como eu, que tem as mesmas minhas falhas… Mãe que sabe o que estou pensando e o que quero comer, que me oferece as coisas que gosto e que nunca deixou de falar com amor as mais difíceis exortações.

A Ti, mãe… minha homenagem! A Ti, mulher guerreira, de lutas, de garra… Mas vitoriosa sempre. Que bom mãe que a sua mãe, minha avó, está bem com a gente. Fico imaginando como será difícil o tempo da despedida quando o Senhor chamar a um de nós.

Lembra mãe o nosso choro incontido quando deixamos tudo e viemos para cá, em Minas Gerais? Na rodoviária de nossa cidade nossos corações se repartiram diante dos nossos olhos, ainda que ninguém pudesse ver, mas nós sabíamos que um pedaço de nós estava indo pra longe… Amo-te mãe!

É difícil a separação…

Mãe… Lembra naquela madrugada quando nos despedimos no apartamento da Lini quando eu fui embora pra Itaqui?

Mãe… Lembra daquela vez em que você veio me encontrar pela estrada chorando quando saí do exército.

Estes dois momentos me fazem reconhecer a sua presença em minha vida e em todos os momentos. No início de um bom emprego e na difícil saída. Você estava lá!

Como retribuir um amor tão grande assim que não mede esforços?

Quantas foram as vezes em que choramos mãe, e diante de nossos olhos vimos Deus agir respondendo as nossas lágrimas. Mamãe… Quero retribuir.

Sabes que todo dia é seu dia, e que nenhum dia passa sem que eu pense em você, pedindo a Deus que te guarde e cuide de ti nas mais íntimas das tuas necessidades. Você é um modelo de dedicação sem fim.

Lembra mãe, das vezes em que você orou para que Deus, onde quer que eu estivésse, levantasse uma mãe para cuidar de mim?

E assim Deus fez… E escolheu pessoas como uma que se chama Elza Sirley Araújo. Que anjinho né mãe!?

Esta pessoa também recebe publicamente minha homenagem neste dia das mães. Ela, que já era mãe de filhos quando nos conhecemos, escolheu me amar e me adotar como um filho. Filho mesmo, quase que na concepção da palavra! E agora “Tia Elza” ou “Mãe Elza” quero retribuir!

Pessoa, de quem sei, que minha mãe legítima não tem ciúmes, pois é a própria resposta de suas orações de mãe na sua ausência e nas suas limitações. Pessoa que é amada como tal, como mãe, como geradora de muita coisa boa que aconteceu comigo.

Talvez muitos não te conheçam, porque nas vezes em que pudeste, fizestes que eu aparecesse e você sempre ficou nos bastidores.

A mamãe Elza foi uma das primeiras pessoas que ensinaram a amar a Deus através das classes da escola dominical na igreja.

Foi a pessoa que me acolheu dentro do seu lar como qualquer um de seus filhos, me deu de comer, de beber, de vestir, contribuiu para a minha educação e formação, me amou como se eu fosse seu. O tratamento era o mesmo pra todos! Não havia e nunca houve distinção. Da onde saiu tanto amor se eu não fiz nada pra merecer tal afeto e acolhimento?

A mamãe Elza também é minha mãe! Uma mãe que escutava, que orientava, uma mãe temente a Deus. Que compreendeu, que aceitou, que amou primeiro antes que todos pudessem dizer que eu não merecia, ela escolheu ficar ainda mais parecida com nosso mestre Jesus.

E hoje, mãe Elza, publicamente através do meu blog quero reconhecer e retribuir… Mamãe, eu não teria chegado aqui, mamãe, sem o seu amor por mim… Perdão pelas vezes em que não reconheci… Mas agora mamãe… Quero retribuir!

E assim vai… Por onde vamos nessa vida “missioneira”, como dizem nuestros hermanos urugayos, Deus sempre levanta uma mãe… E a Ele agradeço por todas as mamães!

E o que falar de uma mãe dinda? Alguém conhece uma dessas? Eu tenho! O nome dela é Carla e enquanto vivermos ela sempre será lembrada.

A Dinda Carla é uma especial, um ser muito importante pra nós. Pra mim é realmente como se fosse mãe… quer dizer… a mãe brava neh! Ela me chama a atenção, me corrige, diz na cara que naum gostou… mas ao mesmo tempo ama, ri, faz sua comida preferida (salada de maionese) e te dá presentes! Muitos presentes!!!

Sempre digo a ela que não é pelo que ela faz por nós, mas é pelo que ela é. A Dinda representa pra mim essa mãe preocupada, que faz o seu impossível para tornar as coisas possíveis para o filho.

Dinda… em meus e-mails sempre digo que te amo, mas hoje quero dizer pra todo mundo que tu és tbm uma mãe que mora aqui, bem dentro do meu coração! Amo-te!

Vocês são e sempre serão meus tesouros, guardados dentro de uma caixinha chamada coração.

E nessa caixinha acaba de entrar mais uma pra fazer parte desse time… A MÃE DA MINHA FILHA!

Emanuela… Meu amor! Hoje é seu primeiro dia das mães! Quanta festa em nossa casa! Hoje nossa casa é um lar completo. E desde as primeiras horas da madrugada deste dia estamos vibrando e festejando essa dádiva de Deus que chegou em nossa casa. Em meio a muitos presentes e fotos dormimos tão bem… Felizes com a Alícia em nosso meio!

Acordamos perto do meio dia e fomos almoçar fora. Foi tão bom! Nosso primeiro almoço em família juntos! Era o meu sonho!!! E hoje, ele foi realizado!

A essa mãe e esposa maravilhosa que Deus me deu o meu mais intenso desejo de que sejas uma mãe que ame acima de tudo. Que o Papai do céu te dê muita sabedoria pra que eduques nossa filha e a ensine seus caminhos junto comigo.

A vocês, Emanuela, Iara, Elza e Dinda… Meu blog de hoje!

Fiquem aí com um vídeo que fiz especialmente pra vocês!

Ana Paula Nóbrega – Uma revelação para esta nova geração. Mas antes de tudo, uma amiga aqui de casa. hehehehehe!

Já diriam as más línguas: “Santa Paula Nóbrega” ou “Paula No – BREGA”. Até ela diz que vai “orar na minha cabeça” por causa da idolatria. hihihihihi!

Visita da Ana Paula e do Dê em nossa casa

Visita da Ana Paula e do Dê em nossa casa

O fato é que estes amigos conquistaram meu coração. Como admiro a Ana e o De e o ministério que Deus deu a eles. Oriundos de uma terra chamada Forataleza – Ceará, Ana Paula e Dvaldo Nóbrega caíram de pára-quedas aqui em BH, no CTMDT, assim como nós, como a Adelita, como o Jean e outros.

Eles são casados há uns 6 anos e ela é bem alta e ele bem baixinho. Pessoas simples, gostam de farofa e da comida da Ema. Ficaram hospedados em nossa casa por um mês (naum me lembro bem quanto tempo foi) no início desse ano de 2009 até acharem uma casa pra eles.

Ana e De 2

Ana e De 2

Como foi bom!!!!! Ãmiguuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu!!!!! (É assim que nos identificamos gritando) kkkkkkkkkkkkkkkk

Bem… Ana Paula e Dê são alunos do 2º ano de Louvor e Adoração do CTMDT. Ana foi escolhida uma das melhores vozes da escola e gravou o novo projeto “Não haverá limites” como solista da nova formação da banda do ctmdt.

Ana Paula na gravação do CD/DVD "Não haverá limites" CTMDT

Ana Paula na gravação do CD/DVD "Não haverá limites" CTMDT

Ela já tem um cd… Jesus me rendo a Ti.

divulgação CD Jesus, me rendo a Ti - Ana 2007

divulgação CD Jesus, me rendo a Ti - Ana 2007

Tive o privilégio de fazer o site dessa menina e criar a identidade visual de seu ministério solo, mas ultimamente ela parece viver “diante do trono”.

Bem… ela cresceu muito aqui na escola. Eu sou fã. A nossa chefa, Ana Paula Valadão, pediu que ela fosse representá-la no trofeu talento (que honra pessoal!!!!). Eu fiquei muito feliz!!!

Já achei o vídeo no youtube e agora posto aqui pra vcs meus amigos blogueiros.

Dedico este post a Ana e ao Devaldo – amigos do coração.

Curtam uma palinha!

Domingo-feira! O Jean e a Maiara estão aqui em casa.

Domingo-feira e não fomos à igreja. Acordamos tarde (bem tarde) por conta de uma menininha chamada Alícia, que não nos permite dormir por conta da responsabilidade de cuidar de um anjinho de Deus.

A Ema fez panqueca (isso não faz muito). Almoçamos às 17 horas!!! 5 da tarde!!! Acreditem!!! Depois do almoço chegou a hora do banho da pequena. Muito fofa, ela parece saber que está chegando a hora de um dos momentos mais prazeirosos pra ela – a hora do banho.

Hj a gente deu banho no banheiro (idéia minha). A mãe da criança não gostou! A neném nem reclamou! Pra ela tudo é festa!!!

É que no banheiro é menos bagunça… sabe… não precisa ficar carregando água (tipo… o pai deu uma de preguiçoso). Como diz a Dinda: Bancou o avestruz, bota o ovo!

Enfim… é um prazer! A menininha é linda!!!!

Agora, estão aqui, Jean e Maiara. Estamos tomando rico dum café da tarde (noite)! Maiara conta suas histórias mirabolantes e a novela de sua vida real.

Nossos amigos Jean e Maiara

Nossos amigos Jean e Maiara

Estamos rindo demais!!! kkkkkkkkkkkkkkkkkkk! A história dela é muito engraçada e ganhou todas as medalhas! “O Jean disse que vai casar mesmo assim”.

A Ema, depois de pronto o café, inventa de fazer um bolo. Só que não tem farinha! Daí ela veio aqui na internet com a Maiara e elas acharam uma receita usando “maizena”; E daqui a pouco sai o bolo, que nesse momento está assando.

Pra quem não conhece esse povo: jean formou na Turma 2004/2005 do CTMDT no Curso de Louvor e Adoração. Hj ele é funcionário do CTMDT responsável pela equipe técnica e de publicidade do CTM.

Maiara (cuja história é ilária), é noiva do Jean. Por isso nós a conhecemos. Ela é formada em Ministério Pastoral e atualmente trabalha com vendas. Ela mudou de BH pra cá (Sta. Luzia). E enquanto não dava jeito na casa, ficou na nossa casa. Maiara foi nossa hóspede.

Hj eles vieram aqui se despedir e levar os cobertores e a chapinha da Maiara que ficou aqui. toin.

A conversa tá boa! Até mais direto do blog do Bean!